Segunda-feira, 14 de Agosto de 2017

Mandalas para relaxar

Tempo de férias... Tempo para relaxar... Tempo para pintar mandalas...

IMG_0418.JPG

IMG_0420.JPG

IMG_0423.JPG

IMG_0426.JPG

IMG_0428.JPG

IMG_0432.JPG

IMG_0434.JPG

IMG_0438.JPG

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 20:40

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Agosto de 2017

Avental com ponto cruz

Um avental para o Zé, com um pinguim bordado a ponto cruz...

Imagem1.png

IMG_0403.JPG

IMG_0403 - Cópia.JPG

 

publicado por Adelaide Pereira às 21:57

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 8 de Agosto de 2017

Compotas, conservas e chás

Da viagem "à terra" trouxemos alguma quantidade de pêssegos e maçãs.

Como os terrenos nos últimos tempos foram deixados quase ao abandono, as poucas e muito antigas árvores de fruto produziram de modo um pouco selvagem, muitos frutos mas do tamanho de ameixas, alguns já muito maduros e outros ainda verdes.

Esta semana dediquei-me a fazer compotas...

IMG_0392.JPG

IMG_0396.JPG

Também trouxemos cidreira que já sequei e cortei para fazer chá...

IMG_0388.JPG

Há algumas semanas atrás comprei ginja e temos ginjinha quase pronta...

IMG_0384.JPG

 E a D.Lilia trouxe manguinha...

IMG_0400.JPG

 A nossa cozinha parece uma cozinha de aldeia!

 

publicado por Adelaide Pereira às 21:31

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Agosto de 2017

Verão na Riviera - Elizabeth Adler

 
Wook.pt - Verão na Riviera
 
               
SINOPSE - A americana Lola Laforêt pensava que tinha tudo: um casamento estável com Patrick, um francês muito encantador, e o Hotel Riviera, um espaço mágico voltado para o azul do Mediterrâneo, a sua grande paixão. Até que um dia Patrick desaparece misteriosamente sem deixar rasto…

Seis meses depois, Jack Farrar, um americano que passeia pelo mundo a bordo do seu barco, lança âncora na enseada do Hotel Riviera e vai mostrar a Lola o verdadeiro significado do amor. 
A atracção entre ambos é imediata, mas, após o que aconteceu com Patrick, Lola receia envolver-se novamente. Será Jack um homem de confiança? Quando a polícia a questiona acerca do paradeiro do marido e, em seguida, várias pessoas suspeitas reivindicam a posse do Hotel Riviera, Lola recorre à ajuda de Jack para encontrar o misterioso Patrick e resolver, de uma vez por todas, o seu futuro.

 

AUTORA - Elizabeth Adler é britânica. Autora de vários romances é reconhecida internacionalmente pelas suas histórias envolventes que combinam de forma magistral mistério, amor e destinos de sonho. Os seus livros estão publicados em vinte e cinco países, com mais de dez milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

 

Uma historia romântica muito simples, uma combinação de romance e aventura, com algum drama à mistura, uma boa companhia para umas férias em que se deseja descansar o corpo e a mente...

Tags:
publicado por Adelaide Pereira às 16:58

link do post | comentar | favorito
Domingo, 6 de Agosto de 2017

Palácio de Queluz - Jardim Botânico

Palácio de Queluz - Jardim Botânico

"A Parques de Sintra inaugurou em junho o Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz.

A reabilitação deste espaço faz parte do projeto global de recuperação dos Jardins e do Palácio Nacional de Queluz e tinha como premissa restituir o traçado da cartografia de 1865, sendo que a construção original remonta ao século XVIII. A obra representou um investimento de 815 mil euros.

O Jardim Botânico do Palácio Nacional de Queluz foi construído entre 1769 e 1780, sendo contemporâneo das grandes realizações setecentistas do período barroco-rococó nos Jardins de Queluz. De pequena escala, quando comparado com outros jardins botânicos desta época, Queluz assume uma natureza de entretenimento e recreio.

Sucessivamente destruído por fenómenos naturais e abandonado, o Jardim Botânico perdeu a sua função original, tendo sido transformado em roseiral em 1940. Em 1984, na sequência das cheias de 1983 que afetaram fortemente esta zona, o jardim foi desmontado e transformado numa área ampla para picadeiro da Escola Portuguesa de Arte Equestre.

Já em 2012, a Parques de Sintra iniciou um processo de investigação histórica e sondagens arqueológicas que possibilitou o restauro deste Jardim. Suportado por um vasto conjunto documental, onde ganha particular relevo a listagem da coleção botânica original, o projeto ganhou ânimo com a descoberta e identificação de diversas cantarias – das fundações das estufas, do lago central e de estatuária – que tinham sido desmontadas em 1984 e entretanto integradas, ou esquecidas, noutros pontos dos Jardins de Queluz.

A recuperação do Jardim Botânico consistiu na reposição das quatro estufas, de acordo com a interpretação dos desenhos históricos, dos resultados das sondagens arqueológicas realizadas no local e dos regulamentos atualmente em vigor, incluindo a incorporação das cantarias originais das fundações.

A intervenção contemplou ainda o restauro dos elementos pré-existentes, nomeadamente as balaustradas que delimitam os diferentes espaços do Jardim, os alegretes e respetivos bancos e painéis azulejares, as cantarias do lago central e a estatuária, com vista à restituição do desenho oitocentista do Jardim.

Foram também executados caminhos em saibro granítico, sob os quais foram instaladas as infraestruturas de abastecimento de água, drenagem, energia e comunicações, que dão resposta às necessidades funcionais das estufas e jardins, tendo sido igualmente adaptada e reformulada a drenagem superficial.

Esta rede de caminhos delimita 24 canteiros, representando os espaços necessários às plantações representativas das 24 ordens de plantas de Carlos Lineu (botânico, zoólogo e médico sueco que classificou hierarquicamente as espécies de seres vivos). Nas bordaduras dos canteiros foram plantadas aproximadamente 10 mil plantas de murta.

O Index de Manuel de Moraes Soares datado de 1789, que reúne as espécies existentes na época no Jardim Botânico de Queluz, serviu de base para a constituição da coleção botânica. A partir desta listagem foram contactadas várias instituições a nível mundial que forneceram plantas e sementes para o local.

No interior das estufas, e de acordo com os registos históricos encontrados, foram plantados ananases, produzidos em tempos para os banquetes de Queluz."

( texto de http://www.parquesdesintra.pt)

20170806_163926.jpg

20170806_164034.jpg

20170806_164104.jpg

20170806_164150.jpg

20170806_165543.jpg

20170806_164336.jpg

20170806_164421.jpg

20170806_165232.jpg

20170806_165236.jpg

20170806_165340.jpg

20170806_165311.jpg

 (fotos de Victor Pereira)

 

O Palácio de Queluz é um local que me traz boas recordações... passeios com os grupos de jovens, visitas de estudo com os meus alunos e algumas tardes românticas durante o nosso namoro.

Há algum tempo que não fazia uma visita.

Já tinha ouvido falar da recuperação que está a ser feita e gostei do que vi.

Só espero que os fundos não acabem e as obras não fiquem a meio.

Desta vez, o objetivo foi visitar o jardim botânico recém reabilitado e inaugurado.

O espaço é pequeno mas está muito bonito e bem cuidado.

Fiquei com vontade de voltar!

 

 

 

Tags: ,
publicado por Adelaide Pereira às 18:57

link do post | comentar | favorito
Sábado, 5 de Agosto de 2017

Ponto cruz na cozinha II

O quarto e último quadro do conjunto que tenho estado a bordar está terminado, emoldurado e juntou-se aos anteriores numa parede da nossa cozinha.

IMG_0376.JPG

IMG_0381 - Cópia.JPG

IMG_0381.JPG

IMG_0378.JPG

 

publicado por Adelaide Pereira às 01:31

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Agosto de 2017

Igreja Matriz da Amadora

Situada na Freguesia da Venteira, nos terrenos que ladeiam a Rua 1.º de Maio, a Igreja Matriz da Amadora é um templo moderno, constituindo-se atualmente como o principal local de culto católico da Cidade, com capacidade para cerca de 2 500 pessoas.

Igreja Matriz da Amadora

Do historial da Igreja, merecem referência as seguintes datas: no dia 30 de dezembro de 1956, procedeu-se à bênção da primeira pedra, pelo Cardeal D. Manuel Cerejeira; nos dias 11 e 12 de julho de 1958, foi sagrada pelo Cardeal Patriarca, coadjuvado pelo Sr. Arcebispo de Mitilene, D. Manuel dos Santos Rocha, pelo Sr. Bispo de Febiana, entre outros. No dia 13 de julho de 1958 a Igreja Matriz da Amadora abriu as portas ao público.

A Igreja tem como padroeira a Nossa Senhora da Conceição.

(imagem e texto de http://www.cm-amadora.pt)

 

A Igreja Matriz da Amadora celebrou no dia 13 de julho o seu 59.º aniversário!

Nasci em frente a esta igreja e nela fui batizada e fiz a primeira comunhão. 

 

Tags:
publicado por Adelaide Pereira às 17:51

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Agosto de 2017

A vida quando era nossa - Marian Izaguirre

Sinopse - A Vida Quando era Nossa é um tributo à literatura, mas é sobretudo uma história de amizade entre duas mulheres. Uma história que começa quando se abre um livro e que só termina quando todas as pontas da narrativa se unem. 


«Tenho saudades do tempo em que a vida era nossa», diz Lola, a protagonista do romance. Sente falta da sua vida, tão cheia de esperança, feita de livros e conversas ao café, sestas ociosas e projetos de construir um país. A Espanha que, passo a passo, aprendia as regras da democracia. 
Mas, em 1936, chega um dia em que a vida se transforma em sobrevivência e agora, passados quinze anos, a única coisa que sobra é uma pequena livraria, meio escondida num dos bairros de Madrid, onde Lola e Matías, o marido, vendem romances e clássicos esquecidos. 
É nesse lugar modesto que, em 1951, Lola conhece Alice, uma mulher que encontrou nos livros uma razão para viver. Acompanhamos a amizade entre as duas, atrás do balcão a lerem o mesmo livro juntas, e isso leva-nos atrás no tempo, à Londres do início do século XX, para conhecermos uma menina que se perguntava quem seriam os seus pais…

Marian Izaguirre nasceu em Bilbau. Trabalhou em comunicação, como jornalista, e em marketing, ao mesmo tempo que escrevia livros. É autora de seis romances e vencedora de vários prémios.

(imagens e textos de bertrandeditora.pt)

 

Muito bom! Gostei muito!

 

Frase que destaco pelo significado que tem para mim:

"Quando te sentires sozinha, lê um livro. Vai fazer com que te sintas melhor"

 

Tags:
publicado por Adelaide Pereira às 10:38

link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Agosto de 2017

Batizado e viagem ao lugar de sonho da minha infância III

Para o Lourenço, como lembrança de primeiro aniversário, fiz um conjunto de caixas, pintadas e decoradas com decoupage...

IMG_0309.JPG

IMG_0305.JPG

IMG_0313.JPG

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 10:49

link do post | comentar | favorito

Batizado e viagem ao lugar de sonho da minha infância II

Para o batizado do Lourenço, com muito amor e carinho...

 

Tricotei o casaquinho...

IMG_0300.JPG

bordei e fiz a toalha de batismo...

IMG_0279.JPG

IMG_0290.JPG

IMG_0291.JPG

decorei a vela e a concha...

IMG_0273.JPG

IMG_0336.JPG

 

IMG_0332.JPG

pintei e decorei a caixa para guardar a toalha, vela e concha...

IMG_0285.JPG

IMG_0324.JPG

e pintei um anjinho...

IMG_0366.JPG

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 10:35

link do post | comentar | favorito

Batizado e viagem ao lugar de sonho da minha infância I

Uma quinta perto da Serra da Estrela foi o lugar onde passei todas as férias da minha infância e adolescência.

Passava onze meses do ano a sonhar com o verão e o mês de férias nesta quinta, onde viviam vários familiares.

O último fim de semana foi passado neste meu local de sonho.

No sábado tivemos o batizado e primeiro aniversário do Lourenço, afilhado da minha filha Ana e filho da minha afilhada Bela.

IMG_1335.JPG

Fui eu que bordei a toalha de batizado e decorei a vela e a concha...

_AP_2532.JPG

_AP_2560.JPG

O batizado celebrou-se na Igreja da freguesia de Travanca de Lagos.

Esta igreja tem sofrido várias reformas ao longo dos tempos. Possui uma capela lateral do séc. XIV. A capela-mor, manuelina, possui um arco cruzeiro decorado e talha do séc. XVII/XVIII. O exterior é do séc. XVIII.

_AP_2529.JPG

_AP_2519.JPG

IMG_1163.JPG

IMG_1165.JPG

IMG_1299.JPG

_AP_2525.JPG

IMG_1328.JPG

 A festa incluiu aperitivos antes da ida para a igreja, almoço, jantar e almoço do dia seguinte.

_AP_2510.JPG

_AP_2718.JPG

_AP_2762.JPG

_AP_2763.JPG

_AP_2765.JPG

_AP_2766.JPG

_AP_2768.JPG

_AP_2808.JPG

_AP_2809.JPG

 (fotos de Victor Pereira)

 

publicado por Adelaide Pereira às 09:51

link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Julho de 2017

Ponto cruz na cozinha I

As últimas semanas foram muito intensas e cansativas.

Final de ano escolar, cansaço acumulado, maleitas a chamarem à atenção...

O ponto cruz, o crochet e o tricot são algumas das minhas grandes paixões e as melhores terapias anti-stress e anti-cansaço.

Já há muito tempo que dedico aos trabalhos manuais alguns minutos logo que me levanto, até os músculos decidirem acordar e deixarem-me começar a trabalhar, e alguns minutos (por vezes horas) antes de me deitar, para esquecer os problemas do dia, destressar e enganar as insónias. 

Numa das minhas muitas visitas (diárias) ao Pinterest não resisti a uns esquemas de ponto cruz que encontrei!

Os três primeiros estão concluídos, emoldurados e, a partir de hoje, a decorar a nossa cozinha.

IMG_0358.JPG

IMG_0360.JPG

IMG_0362.JPG

 

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 23:04

link do post | comentar | favorito

Tardou mas apareceu!

Tenho tendência para realizar vários trabalhos ao mesmo tempo e o resultado é que alguns ficam pelo caminho.

Ofereceram-me a tela e as linhas para este quadro bordado a meio ponto há bastante tempo.

Assim que o recebi, comecei imediatamente a bordar mas, como meio ponto não é "a minha praia", tenho tendência para deixar o avesso aldrabado, fui abrandando a velocidade e, quando estava quase concluído, coloquei-o de lado até que surgisse a vontade de lhe voltar a pegar.

A vontade regressou e está concluido!

IMG_0156.JPG

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 00:01

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Julho de 2017

Mangueira, mangas e manguinha

A D. Lilia, minha sogra,  tem uma mangueira no quintal.

Todos os anos dá cerca de uma dúzia de mangas.

Quando estão pequeninas e verdes são apanhadas e a D. Lilia faz manguinha, conserva picante muito apreciada na cozinha indiana.

Este ano a produção de mangas foi excecional!

Apanhamos bastantes para fazer manguinha e ainda deixamos muitas para amadurecerem e serem comidas como fruta daqui a algum tempo.

20170714_203017.jpg

20170714_203342.jpg

 

publicado por Adelaide Pereira às 16:35

link do post | comentar | favorito

Mais quadros!

Os primeiros trabalhos concluidos neste periodo de férias.

Dois quadros bordados a ponto de cruz...

IMG_0011.JPG

IMG_0019.JPG

IMG_0042.JPG

 

 

publicado por Adelaide Pereira às 00:01

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.Bem vindos ao meu blog!!!

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Mandalas para relaxar

. Avental com ponto cruz

. Compotas, conservas e chá...

. Verão na Riviera - Elizab...

. Palácio de Queluz - Jardi...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

.Tags

. todas as tags

.links

.Visitas a partir de 28-Dezembro-2009

provided by Inteliture.com
Inteliture.com

.professora

.Selinhos recebidos

.Velas acesas, uma por cada um dos membros da minha família, pela paz, e para que se acabem todos os tipos de maus tratos no Mundo!!

.As minhas afilhadas de blog: - Nélia - Arte das Manas / - Teresa - Artxike

blog da Nélia
blog da Teresa

.Leilão Forumeiros

Leilão Forumeiros
blogs SAPO

.subscrever feeds